é lá pelas duas e trinta

é lá pelas
duas e trinta
de sábado
que eu pego
uma rabeira
no planador
que voa sendo
puxado por um
monomotor
passo pela
casa do vô
que virou prédio
e não existe mais
pelo Luso
[ah o Luso!]
não existe mais
a estação de trem
que decadência
a sorveteria
a casa de batidas
a Donnana
não existe mais
o Bauru Shopping
foi ampliado
construíram também
o Boulevard
o Jornal da Cidade
não entrega mais
a mercearia
virou estacionamento
a minha escola
virou academia
a cervejaria
virou igreja
o bosque
está fechado
a casa da minha amiga
foi alugada
nem a padaria
ficou igual
não achei o museu
o meu tio mudou
as ruas estão vazias
perdi a rabeira
e fiquei no chão.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s