[a primeira coisa que fiz]

a primeira coisa que fiz

quando você saiu pela porta

foi colocar uma pequena toalha

com flores bordadas

– aquela que você não gosta –

na mesinha de cabeceira

.

troquei os lençóis

para tirar o seu cheiro

varri o chão

para que não sobrasse

nem um fio

de cabelo seu.

.

limpei as portas

as janelas

os azulejos

podei as plantas

tudo

para não sobrar nenhum rastro

nenhuma partícula

que tenha tocado o seu corpo.

.

.

.

.

*esse poema foi publicado no zine “eclipse” dos alunos do Clipe/poesia 2017 da Casa das Rosas.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s